Imagem Principal
Imagem
Prefeitura busca espaço para atuar
Prefeitura busca espaço para atuar
Foto do autor Painel Painel
Por: Painel Data da Publicação: 17 de janeiro de 2024FacebookTwitterInstagram
Foto: Reprodução

Passados 34 anos da inauguração da atual sede-base da Prefeitura, Niterói voltou a enfrentar o drama de espaço para abrigar a crescente máquina administrativa municipal e vem alugando uma série de imóveis.

O atual Prefeito, Axel Grael, tem consciência da necessidade de um novo Centro Administrativo, algo parecido com a obra executada pelo então prefeito Antônio Carlos Magalhães, em Salvador; e  , em Belo Horizonte, pelo governo mineiro. Ele chegou a cogitar a compra de um edifício na Rodoviária e assustou com os valores de venda do "Palácio de Cristal", ex-sede da Enel, obra de cooperativa de eletricitários, na gestão de José Mauricio Linhares. Barreto, quando Secretário de Energia.

Na época desta transação estavam abandonados na cidade os "esqueletos" de concreto do Palácio da Justiça, com 25 andares na Praça da República e, em igual situação, o projetado prédio destinado ao então Tribunal Regional Eleitoral. Ambos estavam condenados à implosão dispendiosa, sendo salvo o que a visão do prefeito Waldenir Bragança salvou em prol do erário e não dos demolidores. Foi a situação gerada pela fusão dos Estados do Rio e da Guanabara, em março de 1975, logo após a inauguração da Ponte Rio-Niterói.

 MAIS ABANDONOS 

Já o prédio do Tribunal de Contas do Estado (ex-Fomento), o primeiro a contar com elevador de porta pantográfica na cidade, continua abandonado e pichado por vândalos.

Bem ali perto, existem abandonados o imenso prédio de seis pavimentos do antigo Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (IASERJ) e, do outro lado, o edifício então usado como sede adicional do DER-RJ.

Não distante, na rua Marechal Deodoro está se deteriorando o "Palácio da Princesa". Era um conjunto hoje ladeado pelo Restaurante Popular e pela agência do Banco Itaú, onde funcionou a Secretaria Estadual de Fazenda.

Há dúvidas sobre a utilização do prédio do antigo IPERJ (Instituto de Previdência do Estado do Rio Janeiro). 

O vizinho prédio da "Imprensa Oficial" foi vendido para o HCN por R$ 10 milhões, hospital que substituiu projetado do Hospital do câncer, idealizado por um médico nos tempos da heroica luta do dr. Napoleão Laureano. Seu nome simboliza avançado hospital no nordeste, de onde proveio. 

PRÉDIOS NOS BAIRROS

É verdade que a Prefeitura não pode funcionar apenas no Centro Administrativo. Precisa de imóveis para sediar as unidades de saúde, escolas, pontos de serviços, unidade distritais de limpeza pública, abrigos e muito mais.

As Administrações Regionais necessitam de imóveis com terrenos para alojar, inclusive, equipamentos de serviços locais.

Os Pontos de Saúde (Médico de Família, Policlínicas etc.) deveriam contar com uma ambulância em cada imóvel, tornando-os a base para a educação sanitária e campanhas de vacinação ou educativas.

ALUGUEL TEM VARIAÇÃO

A divulgação da tabela FIP\ZAP, indicando uma variação de 16,16% na média nacional do mercado de aluguel de imóveis causou espanto diante de uma inflação de 4,62%, mas não é um fato norteador para o ano de 2024.

A instituição admitiu que a elevação decorreu da retomada da estabilidade do mercado após as quedas constatadas, no período da pandemia, com o afrouxamento dos valores, face à dificuldade de novos contratos.

Na avaliação de 2023, a maior alta (37,28%) foi registrada em Goiânia onde houve marcante retração de novos lançamentos imobiliários. Niterói ficou com a taxa de 10,07% no 22º lugar na escala. 

Cidades onde as taxas de condomínio são altas, houve menor elevação nos valores de locação.

A existência de cerca de quatro unidades de apartamentos em construção e a promessa de construção de mais 15 mil no chamado "novo Centro" é estimulante para vendas, mas indica uma tendência de menor procura por imóveis de aluguel.

O mercado local acredita, no entanto, que os novos imóveis estarão seno mais procurados por famílias do Rio, São Gonçalo e do interior. 

IPTU POUCO CLARO

A substituição dos carnês anuais do IPTU por uma folha de papel não agradou aos contribuintes.

Há menos informação sobre a tributação e não existe as folhas mensais de pagamento. Quem perder ou danificar o original, terá dificuldades para obtenção de nova guia. 

Contribuintes que estão em dia, pois pagaram a cota-única em janeiro do ano passado estranharam não terem encontrado o prometido de 3% adicionais pela pontualidade.

No modelo anterior, feito o pagamento, ficava o "canhoto", o que agora não acontece.

A Prefeitura economizou gastos com emissão dos carnês. 

--- Usar fotos da Prefeitura atual e do antigo esqueleto do Tribunal Eleitoral (ou, até, da Justiça) 

RANKING

O Banco Central reconheceu o Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises como uma das instituições Top 5 em previsões da Taxa Selic referente a dezembro de 2023 no ranking mensal de curto prazo. 

O Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises ficou ao lado de empresas como o BTG Pactual, Banco do Brasil, Bradesco, BNDES e Petros no Relatório Focus, que resume as estatísticas calculadas, considerando as expectativas do mercado, com evoluções das atividades econômicas.

A pesquisa Focus incentiva o aprimoramento das entidades financeiras ou não, seus esforços analíticos e o acerto de suas projeções de curto, médio e longo prazos. As variáveis projetadas pelas instituições que mais acertam são divulgadas nas séries históricas do BCB para os rankings.

HOSPITAL ADIA CONSULTAS POR 15 DIAS

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio adiou todas as consultas médicas no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla por 15 dias, mantendo o horário das marcações. A unidade fica no bairro de Acari, na zona norte do Rio, a região mais afetada pelo temporal que atingiu a cidade no fim de semana.

O anúncio foi feito através das redes sociais da pasta. Segundo o secretário Daniel Soranz. Se o paciente considerar que seu caso não pode esperar, os profissionais do hospital estarão disponíveis para fazer o atendimento no Super Centro, em Benfica, na data e hora agendada.

A população voltou a sofrer com a falta de energia 

Leandro Sirqueira se reuniu com o Deputado Hugo Leal, Secretário de Estado de Energia e Economia do Mar (Seenemar).

No encontro, falaram sobre a crise da energia elétrica nas nossas casas e comércios de São Gonçalo e região. 

O secretário afirmou que já está debruçado nessa questão, e vem cobrando da empresa ENEL os investimentos necessários.

Devido às fortes chuvas dos últimos dias, muitos bairros voltaram a ficar sem energia, em alguns casos, mais de 72 horas.
 

 

                           

Relacionadas