Imagem Principal
Imagem
STF julga recurso de Collor em fevereiro
Se rejeitado, ex-presidente pode ser preso
STF julga recurso de Collor em fevereiro
Foto do autor Saulo Andrade Saulo Andrade
Por: Saulo Andrade Data da Publicação: 10 de janeiro de 2024FacebookTwitterInstagram
Foto: Marcello Camargo/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai analisar, entre 9 e 20 de fevereiro, os "embargos de declaração" da defesa do ex-presidente Fernando Collor de Mello. Na prática, eles servem para se tentar desfazer prováveis omissões na decisão judicial, que, em 2023, condenou Collor a oito 8 e 10 meses de prisão, em processo de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Lava-Jato.

Collor fazia parte de um esquema ligado à BR Distribuidora. A defesa pede, também, que a pena seja reduzida para quatro anos de reclusão.  

Prisão

Está é uma das últimas etapas do processo contra o ex-mandatário. Se o recurso for negado, uma ordem de prisão pode ser expedida contra o político.

Os ministros vão analisar o caso em sessão do plenário virtual, quando apresentam seus votos no sistema eletrônico, sem debates.

Além de Collor, outros dois réus foram condenados, no ano passado, pelo STF, no mesmo esquema de corrupção: Luis Amorim e Pedro Paulo Bergamaschi.

Clique aqui e receba mais notícias da sua cidade no WhatsApp.  
 

Relacionadas