Imagem Principal
Imagem
Rio tem maiores taxas de mulheres que declaram ter sofrido violência
Dados são da 10ª Pesquisa Nacional de Violência contra a Mulher
Rio tem maiores taxas de mulheres que declaram ter sofrido violência
Foto do autor A Tribuna A Tribuna
Por: A Tribuna Data da Publicação: 28 de fevereiro de 2024FacebookTwitterInstagram
Foto: Freepik

Foi divulgada, nesta quarta-feira (28), a 10ª Pesquisa Nacional de Violência contra a Mulher. O relatório é feito pelo Instituto DataSenado em parceria com o Observatório da Mulher contra a Violência (OMV). As informações são da Agência Senado.

Elaborado a cada dois anos, o levantamento integra uma série que tem o objetivo de ouvir cidadãs brasileiras sobre aspectos relacionados à desigualdade de gênero e agressões contra mulheres no país. Foram entrevistadas 21,7 mil mulheres com 16 anos ou mais, em amostra representativa da opinião da população feminina brasileira.

O levantamento nacional mostra que 68% das brasileiras têm uma amiga, familiar ou conhecida que já sofreu violência doméstica. Rio de Janeiro, Rondônia e Amazonas são os estados com os maiores índices de mulheres que declaram ter sofrido violência doméstica ou familiar provocada por homem (38%).

De acordo com a pesquisa, a percepção de que a violência doméstica aumentou nos últimos 12 meses é majoritária em todo o país (74%). Ela também mostra que 46% das brasileiras não acham que as mulheres são tratadas com respeito no país. No Rio de Janeiro, o número passa para 55%.

O levantamento informa que a percepção majoritária das entrevistadas (62%) é a de que o Brasil é um país muito machista. Mais uma vez, o índice salta no Rio, chegando a 73%.

A pesquisa revelou que 24% das brasileiras não têm pleno conhecimento da Lei Maria da Penha. Já 51% acreditam que ela apenas protege parcialmente as mulheres. No Rio de Janeiro, 23% das entrevistadas acreditam no funcionamento da Lei Maria da Penha.

A pesquisa completa pode ser vista neste link.

Relacionadas