Imagem Principal
Imagem
PAINEL
Estado volta a prometer obra do metrô
PAINEL
Estado volta a prometer obra do metrô
Foto do autor Painel Painel
Por: Painel Data da Publicação: 17 de outubro de 2023FacebookTwitterInstagram

 

Solução recomendada para completar a ligação Rio-Niterói e a ser iniciada imediatamente após a inauguração da Ponte (1974) a promessa de obras do túnel subaquático (Metrô) foi renovada por todos os governadores nos últimos 46 anos.

O Poder Público gastou fortunas em contratações de empresas técnicas especializadas em licitações e em luxuosos projetos apresentando a beleza e modernidade do sistema idealizado.

Ninguém foi processado pelos desvios de vultuosas somas que não geraram o bem público. Também não se tem conhecimento das razões do sumiço dos detalhados projetos ou de eventual nova utilização, sem êxito.

FALSA ESPERANÇA

Quando governador (1999 a 2002), o campista Anthony Garotinho entregou a Secretaria de Obras a um ex-governador do Espírito Santo que anunciou amplamente: "O Metrô será inaugurado em 2005" .

Sua sucessora temporária, Benedita da Silva(PT) veio a Niterói e inaugurou uma  grande placa junto à atual Praça JK,  indicando o local  de chegada do Metrô, que prosseguiria em viaduto por longos trechos, inclusive  a parte complementar do projeto da  Linha-3, até chegar a Itaborai.

Rosinha Garotinho assumiu (2003) mas não cumpriu a promessa do marido.

Sérgio Cabral renovou a promessa e passou o Poder para Luiz Pezão, e este passou Wilson Witzel, que fora juiz no Espirito Santo, sem nada de positivo acontecendo.

O atual governador assumiu em 2021 e obteve a reeleição. Tem, agora, mais 3,5 anos para tornar realidade de  quase 50 anos de promessas.

OBRA PEQUENA

Estima-se que o traçado do túnel abrange apenas 2,4 km. O projeto inicial é de ligação subaquática, entre o Gragoatá e o Calabouço (Aterro do Flamengo). Foi idealizado como uma solução urbana, já que a Ponte foi planejada para o sistema misto, com carros de passageiros e ônibus. Noturnamente é acessada também por caminhões.

Pelo projeto antes apresentado a partida do Rio seria pela Praça XV, a ser interligada ao Metrô do Largo da Carioca, mas há sugestões no sentido de do Calabouço, viando descongestionar Praça XV e a chegada a Niterói, nas proximidades do Gragotá, já que os usuários niteroienses continuariam usando a Ponte ou linha de barcas nova, prometida há decênios.    

NOVA MEDICINA

Preocupado com a carência de médicos, fato que levou o governo petista a contratar 10 mil cubanos, dispensados pelo governo Bolsonaro, foi anunciado plano para permitir a abertura de mais de mil Faculdades de Medicina, priorizando o interior. Está havendo forte reação à ideia com destaque para o temor da improvisação capaz de habilitar profissionais sem a histórica qualidade das atuais Faculdades.

O temor é justificado com o exemplo da nova Faculdade de Medicina, junto ao Hospital Antonio Pedro, que está sem o padrão histórico da Faculdade Fluminense de Medicina.

MEDICO DE PROVETA

A questão é tão séria e antiga, que já deveria merecer estudos profundos.

Quando prefeito Moreira Franco chegou anunciar a contratação de profissionais de menor formação acadêmica, apelidados de "médicos de proveta". Ele respondia as críticas afirmando que os contratados seriam pessoas alocadas nos postos de saúde e nos hospitais, para o atendimento primário aliviando a carga dos profissionais efetivos.

Diante da reação das lideranças médicas, Moreira Franco desistiu do seu plano.

O anúncio agora feito pelo Governo Federal admite que Universidade Salgado de Oliveira (Universo) poderia contar com uma destas unidades projetadas.

A MARCA DAS CHUVAS

Passada mais de uma semana das pesadas chuvas e intensos ventos que deixaram isoladas áreas da cidade, especialmente nas zonas centro e sul, as tristes marcas gravadas no dia seis deste mês, persistem empanando a imagem de vários locais,

Junto ao Posto Médico do Servidor, na rua General Andrade Neves, o grosso tronco e raiz da árvore de 15 metros só foi serroteado para dar passagem a carros e a pedestres.

Nem mesmo o sinal luminoso de trânsito foi restaurado, apesar do cruzamento ser marcado por constates colisões de veículos.

O imóvel vive há tempos esperando uma reforma, mas recebeu apenas uma "mão de tinta".

Força Nacional e PRF atuam em conjunto no RJ

Os agentes da Força Nacional de Segurança e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) começam a atuar em conjunto no patrulhamento ostensivo das rodovias federais no estado do Rio nesta terça-feira (17), informou hoje (16) o superintendente da PRF no Rio de Janeiro, Vitor Almada da Costa. São 300 agentes que vão participar da operação, dos quais 150 já estão no estado.

Antes de reunião com entidades empresariais na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, disse que, neste momento, a Força Nacional não vai atuar em comunidades da capital fluminense.

 

Relacionadas