Imagem Principal
Imagem
Confirmada a morte de dois brasileiros em Israel
Ranani Nidejelski Glazer e Bruna Valeano tinham 24 anos e morava há sete anos em Tel Aviv
Confirmada a morte de dois brasileiros em Israel
Foto do autor Redação Redação
Por: Redação Data da Publicação: 10 de outubro de 2023FacebookTwitterInstagram
Foto: Reprodução

O governo brasileiro confirmou, na manhã desta terça-feira (10), a morte do brasileiro Ranani Nidejelski Glazer, de 24 anos, vítima dos ataques do Hamas na Faixa de Gaza.

Glazer estava na festa rave Universo Paralello - promovida pelo pai do cantor Alok -, que ocorria em Israel, próximo à Faixa de Gaza, no último sábado (7). Mais de 260 corpos foram encontrados Após os ataques no local onde ocorria a festa, foram encontrados

"O Governo brasileiro tomou conhecimento, com profundo pesar, do falecimento do cidadão brasileiro Ranani Nidejelski Glazer, natural do Rio Grande do Sul, vítima dos atentados ocorridos no último dia 7 de outubro, em Israel."

A nota também reafirma o repúdio do governo à violência na região: "ao solidarizar-se com a família, amigas e amigos de Ranani, o Governo brasileiro reitera seu absoluto repúdio a todos os atos de violência, sobretudo contra civis".

Ranani é natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, trabalhava como entregador. Anteriormente trabalhou como designer de propagandas animadas e editor de vídeos.

O jovem havia terminado recentemente o serviço militar obrigatório de Israel.

A namorada de Ranani, Rafaela Treistman, que estava com ele durante o ataque, contou em entrevista à CNN os momentos de pânico que sofreram.

“Eu não lembro direito das coisas. Sei que em uma hora ele estava comigo, estávamos em um canto, abraçados, e em outra hora ele não estava mais. Eu estava tão desorientada que perguntava para uma menina que estava do meu lado ‘Ranani, é você?’. E ela não respondia”, relata.

Já a morte de Bruna Valeanu foi confirmada pela própria família. Ela estava na mesma rave.

Nascida no Rio de Janeiro, Bruna tinha dupla nacionalidade. A última comunicação da carioca com a família foi quando a rave estava sob ataque, e ela contou estar presenciando disparos e morte à sua volta.

Ainda há Karla Stelzer, de 41 anos, que também estava na mesma festa, e no momento se encontra desaparecida.

Relacionadas