Imagem Principal
Imagem
Compras de última hora garantem boas vendas para o Dia das Crianças
Segundo a CDL, a expectativa de aumento de vendas é de 5% em relação ao ano passado
Compras de última hora garantem boas vendas para o Dia das Crianças
Foto do autor Gabriel Ferreira Gabriel Ferreira
Por: Gabriel Ferreira Data da Publicação: 11 de outubro de 2023FacebookTwitterInstagram
Foto: Gabriel Ferreira

Com o Dia das Crianças, a tendência é que os lojistas se preparem para a alta procura de brinquedos, roupas e entre outras variedades. De acordo com a Câmara de Dirigentes de Lojistas de Niterói (CDL-Niterói), a expectativa que haja um crescimento de 5% nas vendas em relação ao ano passado e que a data sirva como termômetro para o período natalino.

A TRIBUNA esteve nas ruas do Centro de Niterói, e conversou com os lojistas e consumidores para entender a expectativa em relação a data.

"A expectativa de vendas para nós é muito positiva. Desde que a pandemia chegou ao fim, as pessoas tem sido mais solidárias com as outras. Está valendo o valor emocional, e a gente sabe que valor emocional não compete com valor financeiro, e isso, acaba agregando muito para nós que trabalhamos com vendas", afirmou Juranildo Ângelo da Silva, gerente da loja Tids, localizada na Avenida Visconde do Rio Branco, no Centro de Niterói.

Juranildo afirma que o crescimento das vendas em datas comerciais é algo comum. "O comércio está acostumado com os altos e baixos, como a nossa loja possui vários segmentos (brinquedos, papelaria e artigos do lar) é algo comum. As lojas que atendem apenas um segmento passam por um pouco mais de dificuldade, mas como trabalhamos com vários departamentos, acabamos abrangendo uma parte maior do público. E nosso objetivo é fazer melhor que o ano passado", ressaltou o profissional sobre as vendas. 

A nossa reportagem também conversou com a Mônica Pinheiro Santana, gerente da loja Turma da Criança, na Rua Visconde do Uruguai, no Centro de Niterói. Ela afirma que até o momento, as vendas estão abaixo do esperado. "Esses últimos meses tem sido abaixo do esperado, estávamos com uma expectativa em relação a data e acabou que ela foi diferente do pensávamos. No ano passado, neste período, nós já tínhamos vendido o dobro do que vendemos neste ano", disse a profissional.

Mônica acredita que as mudanças climáticas dos últimos meses foram cruciais para a redução das vendas. "Não sei se tem a haver com as tragédias (desastres do clima), porém está um pouco devagar sim, no inverno não vendemos o esperado, e nesse mês de outubro não tem sido diferente", relatou.

Apesar da baixa procura, Mônica explica que os brinquedos são uma atração à parte da loja, principalmente em datas de maior apelo comercial. "O nosso forte neste período são os brinquedos. Nós somos uma loja de moda, mas damos prioridades aos brinquedos nas datas de maior apelo comercial, porque é algo que acaba vendendo. Depois que o natal chega ao fim, o público acaba tendo preferência a modinha e aos enxovais, porém os brinquedos sempre ficam expostos na loja ao longo do ano, mas com menos destaque", afirmou a gerente.

Dia das Crianças vai ser termômetro para o fim do ano, afirma dirigente da CDL

Em entrevista para A TRIBUNA, o presidente da Câmara de Dirigentes de Lojistas de Niterói (CDL-Niterói), Luiz Vieira, afirmou que espera um crescimento de 5% nas vendas para o Dia das Crianças em relação ao ano passado.

"Nós temos uma expectativa de vendas de 5% de aumento sobre o ano passado. O Dia das Crianças é uma data muito importante para o comércio, porque na realidade, ela é um termômetro para o que vai acontecer na época do Natal, que é o nosso principal pico de vendas", afirmou Vieira.

O dirigente disse ainda que a previsão para o fim de ano é baseada no Dia das Crianças. "A expectativa para o natal já está sendo muito boa, principalmente por conta do Dia das Crianças que também é positiva, então acreditamos que a gente consiga alcançar esse objetivo, torcendo até que a gente ultrapasse essa expectativa", ressaltou.

Vieira ressaltou também sobre o preparo do comércio e as compras de última hora por parte dos consumidores. "O comércio já está preparado, temos várias promoções à vista, e agora seguimos aguardando para alcançar esse objetivo, principalmente nesse último dia, onde as pessoas aproveitam para ir às ruas e realizar suas compras de última hora", finalizou.

Relacionadas