Chefe do tráfico de drogas na Bahia é preso no Rio
Traficante conhecido como ‘Rick’ ou ‘R7’ foi encontrado na comunidade da Muzema
Chefe do tráfico de drogas na Bahia é preso no Rio
Foto do autor Redação Redação
Por: Redação Data da Publicação: 27 de Outubro de 2023FacebookTwitterInstagram
João Ricardo Cardoso Mota — Foto: Divulgação

O chefe de uma organização criminosa do estado da Bahia, que também atua em outros estados, foi preso na comunidade da Muzema, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira.

'Rick' ou 'R7' era o apelido do homem que se chama João Ricardo Cardoso Mota, de 38 anos. Ele foi encontrado pela Polícia Civil em um apartamento na Estrada do Itanhangá durante a operação Ancorar, que é organizada pela

Polícia Civil da Bahia, mas atua em diversos municípios do Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia.

Conforme a polícia, João Ricardo é sócio de Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro, líder do Terceiro Comando Puro (TCP), que atua na favela da Guacha, em Belford Roxo, Baixada Fluminense.

Contra o suspeito, havia um mandado de prisão e dois mandados de busca e apreensão

No total, foram decretados 42 mandados de busca936 e apreensão e 29 mandados de prisão temporária pela Justiça baiana nos estados da Bahia (36), Pernambuco (9), São Paulo (17), Rio de Janeiro (2), Santa Catarina (4) e Maranhão (1).

O objetivo da ação foi combater o tráfico de drogas e homicídios praticados pela facção ao redor do país.

Durante um ano, a polícia baiana investigou o grupo denominanoBonde do Maluco' (BDM) e, após a coleta das provas (quebras de sigilo bancários, telefônico e telemático), ocorreu o pedido pelas prisões.

Além disso, de acordo com o Departamento Especializado de Investigação e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), o traficante que é chamado de ’02’ da quadrilha foi preso na mesma operação, porém, na cidade de Santana do Parnaíba, no estado de São Paulo.
 

Relacionadas