Imagem Principal
Imagem
CPI das concessionárias é prorrogada na Alerj
Deputados não descartam rescisão do contrato de concessão da Enel
CPI das concessionárias é prorrogada na Alerj
Foto do autor Saulo Andrade Saulo Andrade
Por: Saulo Andrade Data da Publicação: 29 de fevereiro de 2024FacebookTwitterInstagram
Foto: Octacílio Barbosa/Alerj

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura irregularidades dos Serviços Delegados foi prorrogada nesta semana, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

A decisão, unânime, foi tomada pela maioria do colegiado. Agora, a próxima fase será ampliar as investigações ante as empresas concessionárias de saneamento.

De acordo com o presidente da CPI, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PTB), nesta nova fase da comissão - prorrogada por mais seis meses -, a concessionária de energia elétrica Enel também "será um dos principais alvos".

"Não descarto nem mesmo a rescisão do contrato de concessão. Vamos mobilizar todas as forças para que haja uma melhoria efetiva nos serviços prestados ao cidadão fluminense", ressaltou o parlamentar.

Amorim apontou ainda que há previsão de que sejam realizadas audiências regionais e diligências.

"Também vamos convocar a Naturgy [concessionária de gás] e, em breve, faremos uma audiência com todas as empresas concessionárias dos serviços de água e esgoto", sublinhou Amorim, ressaltando também que a CPI está descobrindo que as empresas concessionárias desse setor "estão gastando fortunas em publicidade e não cumprem as metas de investimento".

Na reunião da última terça-feira (27), foi retomado o calendário legislativo da CPI, com o detalhamento de quais serão os próximos convocados.

Vale lembrar que, dentre os principais alvos da comissão, estão os altos valores cobrados nas contas a serem pagas pela população. Uma reunião geral com a concessionária Águas do Rio, Rio + Saneamento e Iguá também está prevista. A ideia é que, de acordo com os deputados, as oitivas resultem em mais produtividade.

Até março, serão convocadas as empresas fornecedoras de energia elétrica Light e Enel. Um grupo de parlamentares deve ir a Brasília para se reunir com representantes da Enel.

Clique aqui e receba mais notícias da sua cidade no WhatsApp.  
 

Relacionadas