Artista plástico niteroiense quer homenagear Aida dos Santos

Raquel Morais

O artista plástico niteroiense Rodrigo Pedrosa está organizando uma vaquinha virtual para conseguir angariar fundos para a produção da sua mais nova escultura. A personalidade escolhida é a atleta Aida dos Santos, niteroiense da Zona Norte, negra e com origem da periferia que conseguiu destaque através da educação e do esporte. A ideia inicial é a construção de uma estátua em tamanho real da esportista no momento do salto, mas se a verba arrecadada não for suficiente, Pedrosa afirma que vai fazer um busto.

Pedrosa explicou que na semana passada teve acesso à história de Aida e ficou emocionado com a perseverança e a garra da niteroiense.

“Ela não tinha estrutura nenhuma e fez marco em uma época que o machismo imperava. Ela foi muito persistente e lutou contra todos para fazer seu nome no esporte. A história dela é impressionante e logo eu tive a ideia de fazer uma homenagem para ela com uma estátua de corpo inteiro no momento do salto dela. Será fantástico”, contou.

Para realizar o feito ele está desenvolvendo uma campanha para arrecadar fundos. Para essa estátua em tamanho real o custo de material seria R$ 30 mil e caso a meta não seja alcançada com R$ 15 mil ele conseguirá fazer o busto da niteroiense. Essa será a primeira estátua feminina em Niterói.

“Precisamos dessa representatividade. Uma mulher negra e pobre que se enquadrada em tudo que esse país maltrata. Preciso fazer essa homenagem para todas as mulheres através desse monumento”, pontuou Pedrosa.

O artista plástico está em contato com a Prefeitura de Niterói para saber se terá apoio municipal nesse projeto e também para escolher um local, caso seja aprovado, para o monumento ser instalado. A vontade do escultor é que seja no Horto do Fonseca, na Zona Norte, onde Ainda mora com a família. A estátua será feita de bronze e a modelagem em argila com fundição em gesso e silicone.

“Se for de corpo inteiro será feita em partes e depois tudo é encaixado”, finalizou.

A Prefeitura de Niterói informou que o projeto não foi apresentado para a Secretaria Municipal das Culturas e Fundação de Arte de Niterói. Os dois órgãos estão abertos ao diálogo com o artista.

Aida foi a primeira mulher a participar de uma final olímpica em Tóquio, nas Olimpíadas de 1964, e apesar de ter ficado em 4º lugar, fez história no atletismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *